quinta-feira, fevereiro 23, 2006

" O Silêncio dos Inocentes ..."


Eles não falam...
a sua voz é o silêncio...



*

*
" O inferno de Daniel. O abuso sexual é, claro, o pior dos maus-tratos. «Deixa sequelas irreparáveis, mesmo com acompanhamento psicológico e/ou psiquiátrico», diz Manuel Coutinho, psicólogo clínico e coordenador da Linha SOS Criança. Acrescenta o especialista: «De uma criança maltratada nem sempre se forma um adulto maltratante. No entanto, em regra, os adultos maltratantes foram crianças maltratadas.»
Fábio nasceu numa família disfuncional. Órfão de pai, viu um irmão ser condenado a 18 anos de cadeia por ter mortalmente envenenado o irmão mais velho, em conluio com a cunhada, mulher da vítima. Com apenas 16 anos e ainda com o ensino preparatório por concluir, Fábio é hoje o abusador confesso que causou a morte de um menino de 6 anos, surdo-mudo, deficiente motor e amblíope – Daniel, filho da sua namorada, uma cantoneira da Câmara de Oeiras.
Friamente, conta quem assistiu, o jovem assumiu perante uma juíza de instrução, que lhe decretou a prisão preventiva, ser responsável pelas repetidas violações de Daniel – quando, trancado no WC, lhe dava banho. Mas a PJ inclina-se para que a morte da criança tenha resultado de sevícias com um pau de piaçaba. A introdução desse cabo no ânus de Daniel pode ter provocado o quadro clínico que o menino apresentava – perfuração intestinal com uma consequente peritonite (infecção do peritoneu, membrana que envolve o sistema digestivo), algo que, se não for tratado, tem um desfecho fatal, ao fim de 72 horas. Na casa em que habitavam, num bairro social de Caxias (Oeiras), Fábio e a mãe do miúdo, Mónica, 26 anos (que se namoravam há escassos quatro meses), assistiram à agonia do pequeno – vómitos frequentes e diarreias incontroláveis. Num misto de desespero e ignorância, agitaram-no, massajaram-no, deram-lhe bofetadas. Em vão. Daniel morreria em 5 de Setembro último.
A advogada de Fábio já pediu exames às faculdades mentais do seu constituinte – que arrisca 15 anos de prisão pelo crime de abuso sexual de criança com resultado agravado pela morte. Embora ilibada pelo jovem, a mãe de Daniel foi também constituída arguida, indiciada por negligência. A PJ continua as investigações e solicitou ao Instituto de Medicina Legal a realização de perícias pedopsiquiátricas a outras duas crianças.
Ao longo do tempo em que foi seviciado, Daniel passou por três hospitais de Lisboa. Espanta-se uma fonte conhecedora: «Como é possível que perante equimoses e sinais evidentes de maus-tratos não tivesse sido verificada a hipótese de abusos sexuais nem feita uma participação às autoridades?» O sistema voltou a falhar. "
*
silêncio num olhar...
*
*
" A tortura é vergonhosa. Torturar uma criança de cinco anos não tem palavras.
Vanessa, a menina que apareceu a boiar no rio Douro depois de ter sido alegadamente morta por familiares, terá sido queimada com um ferro em brasa, segundo avançou a TVI no Jornal Nacional esta quarta-feira.
De acordo com a acusação, o corpo da menina terá sido queimado com um ferro de queimar leite-creme. A criança terá sido submetida a banhos de água a ferver e gelada, alternadamente.
O pai da Vanessa e a avó são ambos acusados de homicídio e maus-tratos. Os maus-tratos foram confessados pela tia da criança, que também é acusada.
Não vale a pena mudar de canal, ir navegar para outro site, nem esconder o jornal com a notícia. Aconteceu em Portugal. "
Fonte: Diario Digital
*
*
inocente...,indefeso
*
" «Há uma névoa que nos impede sequer de compreender como é possível que um pai e uma mãe agridam e abusem sexualmente de uma filha de 50 dias até a deixarem em estado de coma, com convulsões, fracturas cranianas, lesões por todo o corpo e cega de um olho. O que aconteceu a Fátima Letícia não tem explicação - é um daqueles terríveis momentos em que a brutalidade do mal cai a pique sobre nós, atingindo aquilo que nos é mais sagrado e que temos por inviolável: o amor que une um pai e uma mãe a um filho. Mas se o que aconteceu a Fátima Letícia não tem explicação, alguém deverá ser obrigado a explicar como é que um bebé de apenas 50 dias, e já com uma longa história de passagens pelo Hospital de Viseu com indícios de maus tratos, foi deixado junto dos seus pais por uma comissão de protecção de menores que existe precisamente para impedir que tal aconteça. O hospital detectou o risco, a comissão foi alertada, a criança foi confiada aos cuidados da avó. Só que - pequeno detalhe que parece ter escapado às autoridades - a avó e os pais viviam debaixo do mesmo tecto.
Como é que ninguém reparou ? (...) "

Fonte: João Miguel Tavares, no DN 16.12.2005
*
******
" Em Dezembro há mais abandono e maus tratos a crianças em Portugal.
O presidente da Comissão de Acompanhamento da nova Lei da Adopção, Luís Villas Boas, revelou quarta-feira que o maior número de casos de abandono e maus tratos a crianças em Portugal ocorre no mês de Dezembro.
(...)
"
Fonte: LUSA, 24 de Dezembro de 2005, Véspera de Natal
*
em silêncio...
inocentes
*
não percebo ...
este ser que se diz humano

21 comentários:

Miss 15 disse...

Como sempre sensível e atento ao que se passa à tua volta. E isto de que falas é tão aberrante que, de facto, a maior parte das vezes mudamos de canal para não nos incomodarmos. Como é possível que seres, ditos humanos, se comportem de modo tão inumano? Nem os animais se comportam assim com as suas crias.

Célia disse...

É duro demais ler ou ouvir falar sobre o assunto. Os momentos terriveis que as crianças abusadas passam são indiscritiveis e totalmente desumanos. Porquê as crianças, meu Deus? Porquê os anjinhos inocentes que supostamente teêm a vida e o mundo inteiro pela frente?
Triste realidade!

Pandora disse...

Nem consigo comentar, como também não fui capaz de ler tudo o que está tão impecávelmente retratado aqui...
Sinto nauseas quando me deparo com isto...
Infelizmente mais ou menos divulgados, os casos estão por aí...
Eu vejo-os à minha frente, muitas vezes irritada por tão pouco estar ao meu alcance fazer...
Não julgo ninguém nem quero...
Preocupam-me, unicamente eles, os inocentes...
Os inocentes e os seus olhares...

À parte a revolta o post está muito bom, como sempre...
obrigada pela visita...
um beijinho

Mily disse...

Uma triste realidade que nos apavora, deprime, revolta e nos entristece, por ver seres humanos tão bestializados em seus instintos. Já havia lido tal atrocidade em outras reportagens, mas ao ver aqui, com as imagens contundentes desses rostinhos tristes, não tive coragem de ler tudo novamente. Enfim, meu anjo, mesmo envolta numa certe tristeza, deixo-te carinhosos beijos e os votos de que os dias de carnaval sejam de saudáveis alegrias.

Aran disse...

"não percebo ...este ser que se diz humano"... Nem eu, nem eu!!! Um beijinho grande e um bom fim de semana

Alexandra disse...

E diz-se do humano um ser racional...

Alessandro_PPG disse...

Olá! Estou divulgando o meu blogger: http://ilustrada-ppg.blogspot.com/ e meu site: http://www.ilustrada.ppg.br/ ! Colabore com o meu Webblogger clicando nos anúncios Google para eu adiquirir um domínio próprio! Abraços! Conto com sua com a sua colaboração! Abraços!

Sindarin disse...

Olá! Bom-dia. É sempre maravilhoso ver que há quem se preocupe com as crianças, aqueles seres inocentes que já todos fomos e são o k de melhor existe no mundo. Como se pode infligir qualquer tipo de sofrimento k seja a uma criança? Basta olhar dentro dos seus olhos e estar atento ao seu sorriso. E quando nos estendem os braços quem será capaz de não corresponder. Ai meus Deus, fazei com que os homens voltem a lembrar a criança que ainda muitos deles têm escondida dentro de si. Que a maldade do mundo se acabe são os meus votos, meu amigo. Gostei! Voltarei! Gostaria de receber a sua visita se achar k mereço. Bjs

Pescador disse...

Miss15: Antes que me esqueça, gostaria de te dizer o mal tenha algum tempo irei responder ao teu mail ;-) !! E em relação ao post.., bem, fiquei a pensar se toda esta crueldade não potencia posteriormente crimes como aquele dos adolescentes no Port !?!?
...
Bjs, Pescador... hoje só bjs, nem doces nem amargos, só bjs !!

Pescador disse...

Célia: As sevicias que um Pai consegue provocar num filho/criança são algo de inexplicável..., seres humanos !?!? Nem pensar, talvez só seres....mas mesmo isso, só talvez !!
Bjs para ti Célia ;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Pandora: Tu és professora, Pandora !?!?
Já percebi que trabalhas com crianças, ... e que gostas desse trabalho... nota-se nas tuas palavras ;-) !!
Em relação à visita, desculpa por serem tão poucas

Pescador disse...

Pandora:

...

Bjs..., ia-me esquecendo ;-) !!

Pescador disse...

Mily: Os olhos, minha querida... como falam os olhos de uma criança, neles o silêncio deixa-se ouvir, e muitas vezes o que ouves é a dor !! Este mundo...., estes seres...

...

Bjs,
Pescador

Pescador disse...

Aran: Nem eu minha querida, nem eu ....
Bjs e um óptimo feriado para ti.... e para todos ;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Xana: Olá Xana..., muito bem vinda sejas a esta mar... espero que voltes e ... que encontres um post um pouco mais azul ;-) !!
Bjs !!
Pescador

Pescador disse...

Alessandro_PPG:

!?!?

Confuso !?!?

Também eu...,
podias ter escolhido outro post para o teu pedido !!

Pescador

Pescador disse...

Sindarin: Olá e bem vindas sejas a este cantinho de palavras e água !!
Se mereces uma visita !?!?
Por certo que sim, mais que não fosse pelas tuas palavras doces e meigas...
o problema é que o link do teu blog: http://almaanu.pt/ ...
não funciona...
diz qualquer coisa depois para que eu te possa visitar ;-) !!
Bjs
Pescador

pinky disse...

essas histórias dão-me volta ao estomago e á alma, mas é bom que sejam divulgadas para vêr se as pessoas ficam mais atentas.

Pescador disse...

Pink: Ainda bem que pensas assim... e desculpa não ter reparado nas tuas manias ;-) !!
Bjs doces
Pescador

Pandora disse...

sim... :)
entre outras coisas sou professora...
um bj

Célia disse...

Olá Pescador,
Tens razão, são seres apenas, humanos não. Este assunto toca-me muito, sou mãe de duas crianças lindas e preocupo-me imenso com o seu bem estar, por isso, é inconcebivel imaginar um progenitor a fazer mal a uma criança.
É positivo que se fale no assunto, divulguando-o, as crianças merecem ser respeitadas e os abusadores denunciados.
Um beijo pescador.