sexta-feira, abril 28, 2006

Fotografia ... 1

Look at this photograph ...
Every time I do it makes me ...
How did our eyes get so...
And what the...
*

*

... this is where I grew up

I think the present...

I never knew we'd ever...

... is hard for...

*

Every memory of looking out the back door

I have the photo album spread out on my bedroom floor

(...)

Every memory of walking out the front door

I found the photo ... I was looking for

(...)

apenas uma fotografia

nenhuma memória

ficaram lá todas

no som de uma bala

32 comentários:

Anónimo disse...

:)

Patrícia

Aran disse...

:) És tu? Ups... Um beijinho grande ;)

Pescador disse...

Lua:

;-) x 2 = muitosssss ;-) !!
Bjs doces
Pescador

Pescador disse...

Aran: No meio da água o que é que achas ;-) !!!
Ups !?!????
Sim...é o Pescador... num mundo que já não existe !!
...
Bjs doces
Pescador

Musician disse...

Tocaste-me meu querido Pescador!
Senti um aperto no coraçao ao ler:
"apenas uma fotografianenhuma memóriaficaram lá todasno som de uma bala"
Um beijo no teu coração*

Maggie disse...

Há memórias que sempre perduram, quanto mais não seja numa velha fotografia, que num simples olhr trás de volta os momentos vividos. Beijo na alma.

Luna disse...

Porque será que não recordamos esses momentos de meninos?

Pescador disse...

Musician: e ele aninhou-se por aqui junto ao meu coração, o teu bj
..
e um para ti, um bj azul e delicado e com cheiro de rosa e aroma de baunilha para pores junto da tua alma ...
;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Maggie: Hum, à quanto tempo... pois é isso que o tempo faz ... passa... !!
Olá !!
O tempo até não é muito distante, a memória é que ficou lá numa guerra que ditou caminhos diferentes, futuros diferentes... um mundo diferente !!
Bjs doces para ti ... e obrigado por teres voltado !!
Pescador

Pescador disse...

Luna: Porque muitos de nós esquecemo-nos da criança que ainda temos dentro de nós ...
Olá Luna... e muito bem vinda sejas a este canto, esta barca que leva um certo Pescador a passear por entre mil e um personagens de magia !!
Volta mais vezes,tá ... e traz sempre as palavras !!
Bjs doces
Pescador

Lucyflower disse...

É uma pena você não lembrar...tenho doces e muitas lembranças de quando era criança...
Hoje ver a chuva que cai aqui lembrei-me de muitas coisas...
Beijos carinhosos!

Pescador disse...

Lucyflower: E não me lembro... não me lembro de nada até aos meus 5 anos...
e estranho, por vezes existem flashs, umas imagens distantes... mas os meus primeiros anos de vida foram assim, brancos ...
vazios...
A minha mãe diz que foi da guerra... não sei !!
...
Bjs .... doces e um ;-) !!
Pescador

Miss 15 disse...

Porquê o som de uma bala? De que guerra falas tu? E essa bala matou apenas as tuas recordações? Que mar é esse onde te banhas? Foi nele que começaste a ser pescador?

Aran disse...

Tinhas uma música para mim, para o post do Tango!?!?!? :) Ah... tão querido... Mas se tiveres ai à mão... aceito da mesma!!! :) Um beijo e um sorriso mágico...
PS: o "upsss" foi da minha curiosidade!!!! :)

Pescador disse...

Miss: Não ...
ali, naquele mar, apenas fui menino...
num mar que fica longe..
...
e no entanto coincidências da vida...
nasci numa terra com uma baia, perto de um rio e junto ao mar e com flamingos...
e vim para a um lugar também nas margens de uma baia, mesmo ao lado de rio, e a dois passos de um mar...
e na primavera ...
também existem aqui flamingos !!
E são geminadas ambas as cidades...
coincidências !?!?
talvez...
A guerra foi uma...
em Africa na terra onde nasci...
disseram-me que as explosões marcaram-me ...
não sei, apenas sei que fiquei sem recordações, imagens, memórias... .
Essa bala é uma alegoria...
e apenas matou as minhas recordações... !!
O Pescador é outra história...
não me esqueci...
com tempo ;-) !!
Bjs doces minha doce Miss
Pescador

Pescador disse...

Aran: Então..., vou pedir a uma maré que te a leve ;-)
... também podes ler mail em vez de maré .... ;-) !!
Hum, um sorriso mágico... adorei !!
Jinhos docessssssssssss
Pescador

Mary wants a little Lamb disse...

Luminoso!

Pescador disse...

Mary: Olá....

Luminoso !?!??!?

...

gostei de te ver aqui Mary...
gostei, muito !!

Bjs doces... vou-te visitar agora !!
Pescador

Ni disse...

Memórias de infância...

Guardo-as e revivo-as, com o prazer de quem acaricia pele de bébé.

Tive uma infância muito feliz! :)

Tenho memórias de sons, odores, texturas, afagos, sabores, paisagens, cores, ecos... desde o berço.

Nós somos a nossa memória...

José Cardoso Pires referiu no 'De Profundis, Valsa Lenta' algo cruelmente profundo: retirar a memória a um homem é despojá-lo da sua identidade.

E eu acrescentaria ... 'assim como dos sonhos...'(de navegar sem naufragar)

Abraço de vento suave...

Ni*

“De resto, a desmemória não só o isolou da realidade objectiva, como o destituiu, pode dizer-se, de sentimentos. Perdeu os estímulos de aproximação porque, sem a consciência da identidade que nos posiciona e nos define num framework de experiências e de valores, ninguém pode ser sensível à valia humana do semelhante. As suas virtudes ou os seus males só podem ser reconhecidos como significantes sentimentais em contraponto com a consciência da nossa identidade, isto é, com a tradição da comunicação que praticamos com a sociedade e com a nossa memória cultural. A ele tal coisa estava-lhe vedada, memória onde tu já ias. Daí a total indiferença em que navegava à tona das comoções e dos afectos, uma indiferença extrema que, sucedesse o que sucedesse , não o levava a perturbar nem ao de leve a disciplina do ambiente. Na verdade, não sabia de todo onde se encontrava, a razão era essa.”
(José Cardoso Pires in De Profundis, Valsa Lenta)

BloodyMary disse...

Parece que estamos em sintonia quanto ao sorriso nostálgico que se nos desenha nos lábios

Sorrisos.

:)

Pescador disse...

meNINA: ...
então guarda com carinho essa sorte de teres tanto...
a minha memória ficou por lá perdida... no meio do calor e da savana, entre o mar e a praia ...
...
voltei lá depois, hà 7 anos atrás...
...
percebi o porquê do meu encantamento com aquele país, mas não achei nenhuma memória... apenas a razão para um amor estranho...
percebi porque é que africa é uma tão facil amante...
porque é que desperta tantas e tão fortes paixões...
...
sabes, acho que todo o texto que aqui deixas é de uma crueldade profunda, sensível como a ponta de uma faca afiada...
...
não gosto de José Cardoso Pires ... traz-me más recordações !!
...
Bjs mil vezes doces minha querida meNINA...
Pescador

PS: Como é que estás !?!?

Pescador disse...

BloodyMary: engraçado... pensei que o teu não fosse nostálgico ;-) [ !?!? ]
mas pelo que vejo...
um óptimo feriado minha querida !!
Jinhos docessssssssssss
Pescador

Vanessa disse...

Quando olho para fotografias antigas é certo e sabido que viajo no tempo e perco-me por lá... Por acaso ainda ontem fiz isso...

Coincidências, né? :)

Beijinhos*

Obrigada pelas visitas e pelas palavras tão cheias... :)

Vanessa disse...

Há sempre algo a sentir e a dizer Pescador... a escrever, já não sei... :)

Beijinhos*

Pescador disse...

"...tão cheias de ..."

[ ;-) ?? ]

...

bjs docessss
Pescador

Pescador disse...

Vanessa:
eu sei que há minha querida !!
mas...
por aqui, escrever é sentir e dizer ...
escreves quando sentes
escreves aquilo que queres que alguém ouça, porque tu di-lo..
...
Jinhos docessss
Pescador

Anónimo disse...

Não disse mas senti e pensei uma infinidade de coisas...alguém as encontrará algures num nuvem que segue para ...norte,sorri!Acho mesmo...incrível
Um beijo enorme doce pescador,gosto!
margarida

nina disse...

um lindo menino que hoje so pode ser um lindissimo Pescador!

A criança que fui chora na estrada.

Deixei-a ali quando vim ver quem sou;

Mas hoje, vendo que o que sou é nada,

Quero ir buscar quem fui onde ficou.



Ah, como hei-de encontrá-lo? Quem errou

A vinda tem a regressâo errada.

Já não sei de onde vim nem onde estou.

De o não saber, minha alma está parada.



Se ao menos atingir neste lugar

Um alto monte, de onde possa enfim

O que esqueci, olhando-o, relembrar,



Na ausência, ao menos, saberei de mim,

E ao ver-me, tal qual fui ao longe, achar

Em mim um pouco de quando era assim.



(Fernando Pessoa)

o teu post fez me lembrar este poema do Pessoa

muitos beijinhos meus para ti Pescador

Pescador disse...

Margarida: ;-)
"... que segue para ...norte, sorri!"
... isso quer dizer que tu estás ai no sul ;-) !!
será que !?!
...
Olá Margarida !!
Acho que não é a primeira vez que te vejo por aqui na barca, pois não... ou será que é !?!?
Se for a primeira vez, então muito bem vinda sejas a este canto... mas não sei porquê...
acho que não...
...
volta mais vezes...
conta-me histórias dai no azul...
;-) !!
Bjs doces e com uma cor especial... a cor do mar !!
Pescador

Pescador disse...

Nina: Olá minha doce Nina...
saudades ;-) !!
...
o menino cresceu e já é um homem...,
...
o Pescador é este menino em ponto grande...
...assim ele nunca morre
...
adorei o poema minha querida...
Pessoa tem uma forma especial de nos "tocar"....
Jinhos mil vezes doces !!
Pescador

maresia disse...

olá Pescador!!!
Passei por aqui, mais um feriado, enfim!!!
Como sempre gostei, apesar de ter ficado triste, com as tuas ultimas palavras, o que se nota algum sofrimento!!
Que a vida te sorria neste momento e para sempre!!
Beijinhos

Pescador disse...

Estrela: Passei o feriado agarrado ao PC... work :-( !!
por isso... de vez em quando deixo-me ser Pescador e venho aqui...
não te preocupes...
as ultimas palavras são memórias que não tenho...
marcas que não me marcaram...
sofrimento que não senti...
porque não me lembro desses dias..
...
obrigado pelas palavras doces
Jinhos docessssssss
Pescador