quarta-feira, abril 12, 2006

Preso ...





Um dia prendi-me
com uma corda fina
a uma arvore cinzenta
que presa que estava
à alma de uma ilha

.

.


Rasguei as velas
e afundei o barco
passei frio
mas ninguém viu o fumo....


Nas mãos pus algemas
e na boca, um pouco de fita adesiva
Deitei fora as chaves
e usei nós de marinheiro

.

.

Prendi âncoras às pernas
e guardei-me longe do mundo
fechei-me por entre cavernas
e sonhei a preto e branco


Fiquei então assim,
despido...
,
preso a um tronco oco...
de cor cinzenta...
sem vida...
...
mas meu deus
foi um alivio !!


( ... )

.
Os anos passaram...
e hoje...
pela primeira vez...
senti-me...

preso !!

.

.

27 comentários:

Ni disse...

Silêncio...

...

Hoje nada mais consigo aqui escrever. Apenas dizer-te que quando nos sentimos presos... começa a nossa libertação, que decorre da consciência que grita a 'prisão'.

...

Carinho e o meu abraço de vento...

Ni*

Anónimo disse...

Primeiro que tudo: a música é fenomenal com todas as letras. Depois...a prisão. Tantas são as vezes que nos prendemos a alguém ou a algo sem nos darmos conta. Prendemo-nos porque sim, porque a nossa essência manda e pronto. Felizmente ou infelizmente, não sei. Mas só sei, que se não nos prendessemos de coração nunca iriamos saber o que é sentir.

"Rasguei as velas
e afundei o barco
passei frio
mas ninguém viu o fumo...."

Será que ás vezes não é melhor assim? Será que não será assim que tem de ser? Ficarmos nús e notarmos que ninguém se importa...Duma forma ou de outra nem sempre esse desinteresse ou indiferença é mudo...

Beijo grande (Obrigado)

Patrícia

Incógnita disse...

Sim, muitas vezes levamos tempo demais para entender que fomos nós próprios a tecer as teias onde ficámos presos. Mas elas eram tão finas no início...

Legionaria disse...

olha gostei bastante, um dos nosso maiores bens é - ser livre! beijo

Vanessa disse...

Se te sentiste preso pela primeira vez até te digo que tens sorte! :)

Às vezes somos nós próprios a criar barreiras imaginárias que não nos deixam ir em frente e, aí, são anos inteiros numa prisão [a nossa!!]... E só nós temos a chave...

Gostei muito...

Beijinho grande Pescador*

Musician disse...

Meu doce pescador, como esta bonito este teu post! Sera que esse preso é bom? :) So desejo que sim! Se nao pede ajuda aqui à Musician e ela nao so te ajuda, como te da musica ;)
Deixo-te um beijinho doce e uma Feliz Pascoa*

Mary wants a little Lamb disse...

Liberta-te Já!
Antes que deixes de te sentir.

Mily disse...

Existem prisões que ficam a se renovar dentro de nós... tão fortes, tão bem guardadas, tão doídas, que até parece ser a primeira vez! Ternos beijos com sabor de chocolate, para adoçar teu domingo.

© Piedade Araújo Sol disse...

....

Estou admirada. Não tenho palavras para acrescentar Às que li, e às imagens que as acompanham...

Quedo-me em silêncio....

Anónimo disse...

Continua...
Gosto sp das músicas q escolhes.
Não te prendas por muito tempo se não fôr o melhor para ti...
Catarina

raul disse...

excelente...

abraços

Ni disse...

Um dia abracei-me,
metade das asas de espuma,
ébrias de ti, ou de mim.
E dissolvi-me
nos olhos congelados do infinito.
Apaguei-me na rima, dificilmente fácil,
de um anunciado grito,
calado pelo vento da alma da ilha
a quem me prendi.
...
Foi nesse dia que me perdi de ti.
...

Ni*

Alexandra disse...

Estaremos sempre presos. Ainda não conheci ninguém que fosse completamente livre.

Pescador disse...

meNINA: Olá doce voz do vento !!
Houve um dia em que me prendi...
e a prisão foi um alivio
um amenizar da dor
as grades esconderam-me do mundo
mas por vezes...
sinto ...
que existe vida para além das palavras...
que só talvez...
talvez...

(...)

Bjs doces minha querida...
ontem vi-te no voo de um pequeno passáro !!
Pescador

Pescador disse...

Lua: Não precisas de agradecer Lua... basta que brilhes .. muito !!
Por vezes prendemo-nos porque fugimos de alguém, porque a dor só pode ser amenizada
atrás de "umas grades"...
por vezes prendemo-nos para ficarmos longe do nosso próprio coração...
mas dói sempre...
Bjs doces minha querida e tudo de bom para ti... um céu para que brilhes sempre ;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Incógnita: Olá ;-) e muito bem vinda sejas a esta minha/tua barca...
Eram não eram...e depois acordamos um dia e vemos que são agora de ferro, pesadas, ferrugentas... vazias !!
Andei a espreitar o teu blog... "seduziu-me" !! Porquê ??? Ainda não sei... talvez um dia..., mas prometo que te irei visitar com palavras e em breve
Bjs doces ;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Legionaria: É não é ....
Bjs doces minha querida... e com esforço azuis, pois hoje sinto-me cinzento ...
Pescador

Pescador disse...

Vanessa: E quando somos nós próprio os carcereiros ...
...
senti-me preso...,
porque ...,
porque talvez, nos ultimos tempos tenho sentido laivos de vida... e é quando nós nos sentimos vivos que esta algemas imaginárias se tornam mais presentes !!
Confusa !?!?
Não faz mal porque até eu fiquei
;-) !!
Bjs doces minha doce Vanessa ;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Musician: Este sentir-me preso... não é bom minha querida, mas também não sei ainda se é mau !!
A vida é um jogo estranho, de muitas apostas e riscos, muitas possibilidades e sensações !!
És um doce sabias !! Meiga como aquelas músicas que nos embalam e aconchegam...
Obrigado pelas palavras, pelo apoio... pelo gesto ... e pelo beijinho, tão doce !!
Jinhos, doces..., sempre !!
Pescador

Pescador disse...

Mary: Olá desaparecida !! Que grito esse que tu dás aqui..., será que sentes !?!?
Prendi-me porque senti de mais... sentir demais é por vezes sinónimo de dor...
mas deixar de sentir também o é !!
Gostei de ter aqui minha querida... tinha saudades !!
Bjs docesssssssssssssssss
Pescador

Pescador disse...

Mily: Obrigada pelas tuas palavras doce Mily..., deixam-me sereno !!
Jinhos igualmente doces para ti... com sabor a ... doce de manga
;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Piedade Araujo Sol: e em silêncio agradeço... por te teres deixado tocar !!
Bjs doces ;-) !!
Pescador

Pescador disse...

Catarina: Obrigado Catarina, andavas desaparecida !!
Ainda bem que voltastes... também tinha saudades tuas ;-) ... e como somos quase vizinhos !!
O tempo dirá... o tempo e as marés !!
Bjs doces... com sabor a mar !!
Pescador

Pescador disse...

Raul: Obrigado Raul e bem vindo sejas !!
Um abraço !!
Pescador

Pescador disse...

meNINA: ler-te é mergulhar em ti...
mas por vezes é também mergulhar no meu próprio reflexo !!
...
Bjs doces e serenos.. como tu doce brisa do mar !!
Pescador

Pescador disse...

Xana: Olá Xana ;-)!!
Será !?!?
Talvez tenhas razão... não sei !!
O que sei é que gostei de te ver por aqui ;-) !!
Jinhos doces
Pescador

Pierrot disse...

Estar preso é estar livre...
Para nos sentirmos livres temos de saborear os grilhões da vida, as cordas do tempo e as prisões da alma. Só presos poderemos algum dia sentir e desejar a brisa da liberdade. Por isso, estar preso é estar livre, ainda que só a nossa mente rompa pelo horizonte.
Parabéns e sente a alma da "tua" Ilha.
Pierrot
(heartpierrot.blogspot.com)