segunda-feira, janeiro 15, 2007

Uma "barca" de memórias: Parte I


se existe uma música que eu automaticamente
relaciono com os meus tempos de faculdade é esta

SLEEPING-MY-DAY-AWAY
.
DO ALBUM "NO FUEL FOR THE PILGRIMS" DOS DAD
*
*****************************
*
...FÉRIAS QUE FICARAM NA MEMÓRIA NOS ANOS 8O
*

ILHA DA ARMONA

SAPIÕES/BOTICAS

*

UM POST PARA SE IR FAZENDO

5 comentários:

Aran disse...

"Um post para se ir fazendo..." como uma história para se ser contada... ;)
E... as licenciaturas em aberto presentemente são nomeadamente de: Arquitectura, Ciências de Informação, Ciências de Comunicação, Direito, Economia, Engenharia Informática, Geografia e Gestão do Território, Gestão, História, Informática, Informática de Gestão, Línguas e Literaturas Modernas, Psicologia, Tradução e Interpretação...
Já vão uns anitos... e... as demais hipoteses de te incluir numa dessas são inúmeras... Interessante!!!
Um beijinho grande

Anónimo disse...

Tempos de faculdade. Bem...

Os meus, ainda o são. E felizmente. São tempos bonitos, estes. Há de tudo. Tudo mesmo.

Alegrias. Alegrias porque se fazem amigos (e encontram-se pessoas tão bonitas!) que nunca pensamos que pudessem existir; o espírito académico que é algo que eu nunca me vou querer esquecer - as festas, os jantares, as cumplicidades, as aventuras, as boas notas!...Tantas coisas boas.

Tristezas. Sim, também as há. Ver partir bons companheiros, que apesar de irem prontos para uma nova vida cheia de coisas novas e um futuro pela frente, deixam saudade; as más notas, que às vezes provocam uma ou outra lágrima; desilusões, frustrações e sentimentos adjacentes que todos nós temos um ou outro dia menos bom, quando a família está longe.

E eu, eu que ainda vivo estes tempos de faculdade...Eu que ainda me lembro dos meus pais me deixarem sozinha numa casa desconhecida, com pessoas desconhecidas. Que ainda me lembro do primeiro dia de aulas com um nervoso miudinho, onde conheci grandes pessoas, que agora, são grandes amigos e amigas. Os tempos de caloira...Tempos que me trazem tantas e tão boas recordações!

Se vou sentir saudades? Sim. Ainda não se acabaram estes tempos de faculdade como tu lhes chamas Pescador, e eu já sinto saudade. Se vou ter músicas que farão lembrar-me deles? Oh se vou! Tantas...

Orgulho-me em ser estudante. Pena, que tenhamos que crescer...

Patrícia

Aran disse...

Dois lugares... dois extremos... dos quais nunca estive... mas num vejo o mar e os seus extensos areais... noutro a pedra, o arcaico... o norte... que sempre me cativaram... esses... terei os sempre marcados na minha alma...
Claro que nas tuas... outros pormenores se aliaram a tais imagens, marcas... mais tuas, mais pessoais... e tuas… somente tuas, serão ... Gostei... jinhos

A. disse...

...não pode N.
Ilha da Armona?

é lindo,mesmo muito lindo saber.

doce pescador...é na do
Hangares que passo as minhas
féria desde que nasci.





por onde andavas tu que
não te vi...?
;)



saudades N.,
sei que ando um pouco por
fora da esfera...mas sempre atenta.


doces recordações.
:)

Incógnita disse...

Bem, para mim os 80 só fazem sentido a partir de 86, mas a ilha da Armona, essa parece fazer sentido desde sempre, e espero que para sempre! O melhor do Algarve são aqueles palmos de areia no meio do oceano.
Beijinho.