quarta-feira, maio 07, 2008

M. A. R. T. A.



E SE UM DIA EU TE ENCONTRAR NUM SONHO
NUM ESPAÇO VAZIO CHEIO DE NADA
EI-DE-TE REVELAR AONDE EU PONHO
A COR QUE ME TROUXE A TUA LÁGRIMA






E SE ESSE INSTANTE SE FIZER ETERNO
NAS FOLHAS DO OUTONO QUE TEIMAM EM CAIR
SEI QUE VOU SENTIR NA PELE O INFERNO
DA CHUVA QUE A SEDE ME TROUXE A RIR










MAS AGORA,
QUE O TEU SORRISO DISTA DO MEU SER
COMO SE A LUA JAMAIS PODESSE SER VISTA
ESCONDIDO ELE FICOU LONGE SEM QUERER
DA MUSICA QUE NASCE
DAS MÃOS DE UM ARTISTA







SÃO ENGANOS COM ME DEIXO ENGANAR
ESCREVO DE PERFIL SEM SEQUER O TER
PERCO O TEU RASTO NAS MARGENS DO MAR
NA ILUSÃO DO SOL QUE A LUA APARENTA SER




MAS TERMINA AQUI,
AQUILO QUE SE QUIS RECUSAR
COMO SE A VIDA FICASSE TODA PARA TRÁS
A TUA FOTO DIZ-ME NÃO
E EU DEIXO DE OLHAR
PARA TI QUE UM DIA...,
ME QUISESTE TRAZER A PAZ








SIMPLES ANOTAÇÃO:
ANDEI A PASSEAR PELO PASSADO DESTA BARCA E REPAREI QUE TU VAIS FICANDO DISTANTE....
COMO FOSSES UMA GAIVOTA QUE SE VAI AFASTANDO EM DIRECÇÃO AO HORIZONTE...
A RESSACA FICOU LÁ PARA TRÁS, NA ESQUINA DE DUAS RUAS QUE UM DIA SE CRUZARAM...
JÁ NÃO TE SINTO TÃO PRESENTE COM A MESMA FREQUÊNCIA COM TE SENTIA....
OLHAR O MAR DEIXOU DE TER AQUELE SABOR AMARGO, QUE POR VEZES TINHA...
TENTAR PERCEBER A MAGIA QUE TINHA O TOQUE DA TUA MÃO, VAI SENDO SUBSTITUIDA
PELA LUTA QUE SE TRAVA COM A IDADE PARA PODER CONTINUAR A GUARDAR NO BAU DAS MEMÓRIAS, TODAS
AS LEMBRANÇAS QUE EU TENHO DE TI...SEM PERDER UMA SEQUER !!
...
DE CERTA FORMA, SINTO-ME CONDENADO..., A UM VAZIO QUE FICOU POR PREENCHER, A UMA AUSÊNCIA
QUE NÃO SE EXPLICA, QUE APENAS SE SENTE.
NUMA ERA ONDE TUDO É TÃO EFÉMERO...
ESSE DIA CHEGOU ... !?!
SERÁ QUE ESTA BARCA VAI CONTINUAR A EXISTIR ... PARA ALÉM DE TI...


QUANDO TU ERAS A PRINCIPAL RAZÃO DA SUA EXISTÊNCIA...

ESTRANHA ESTA SENSAÇÃO DE ALIVIO, AGORA QUE AS NUVENS NEGRAS SE ADENSAM NO MEU HORIZONTE !!

8 comentários:

Aran disse...

Um abraço e um grande beijinho!
E gostei da música...

Jinhos

Iruvienne disse...

ola =)

vais-me desculpar, até poderá parecer meio despropositado, mas é já a 3ª vez que leio este post e lembra-me sempre "as palavras que nunca te direi" conheces?

a calmaria que se vai deixando ficar depois de uma tempestade muito longa. até parece algo estranho à primeira vista...

mais uma vez.. palavras, imagens, musica.. =)

um bjo*
uma boa semana para ti

ana disse...

Obrigada pelo teu comentário e desculpa a demora a responder mas não tenho andado por estes lados.
O post não é auto biográfico. O amor entre duas mulheres é apenas algo que me fascina talvez por conviver de perto com várias relações deste género e ver que é diferente de todos os outros tipos de relações. Mais forte, mais intenso, nem sei…

Gostei do teu cantinho, vou com certeza passar mais vezes.
Beijinhos (:

Drops disse...

Olá Pescador... meu doce Pescador!

Espero que a maré não te leve para tão longe assim, tenho saudades, e queria poder continuar a beber as tuas palavras em dias de chuva.

Continuo aqui, igual a mim mesma.

Beijos doces, sabor a doces tradicionais e licor de avelã

R.

Anónimo disse...

O dia que eu vaticinei que chegaria parece ter chegado. Compreendo o vazio deixado por esse "fantasma". Era já tão de casa, tão de ti, não era? Agora perguntas-te: como vou preencher esse vazio? Não será a hora de seres feliz?

Miss 15 disse...

Não percebo porque é que só pude deixar-te o comentário anterior como anónima! Bem, é melhor assinar aqui. Este e o anterior são meus. Miss 15

Drops disse...

Olá Pescador, meu doce Pescador...

mais um mês da tua ausência confirmado pelas saudades que vais deixando.

Onde andas Pescador? Que marés navegas quando não consigo vislumbrar nem a tua sombra reflectida neste pedacinho de mar que se estende à minha frente?

Saudades Pescador...

Beijos com sabor a palavras indecifráveis

Drops

Viola De Lesseps disse...

Olá. Fui te reencontrar num blog antigo..."Palavras em Mim" lembras te?...agora "moro noutra casa"...

Beijos