segunda-feira, junho 26, 2006

menina...


Minha doce e querida meNINA !!
Partilhaste este poema num dia de lágrimas e tristeza
e agora devolvo-te
porque encontrei nele uma mensagem de esperança

Espero que a luz brilhe sempre no teu olhar
e que nunca te esqueças que o vento e o mar falam.
Desejo que o teu coração volte um dia a ser ingénuo
e que das tuas mãos volte a brotar ternura

Espero que encontres esse caminho maritimo
que se esconde nas asas das gaivotas
e que o amor volte a ser uma palavra sentida...
porque o teu amor existe... e a eternidade é um momento !!

: )

Foi um privilégio e uma honra ter-te conhecido Ni e espero que um dia destes...
eu possa voltar a "ouvir" o perfume que o vento tem quando abraça !!
Bjs doces e abraços, muitos !!
Pescador
.

.
O Meu Amor Existe
*
O meu amor tem lábios de silêncio
E mãos de bailarina
E voa como o vento
E abraça-me onde a solidão termina
*
O meu amor tem trinta mil cavalos
A galopar no peito
E um sorriso só dela
Que nasce quando a seu lado eu me deito
*
O meu amor ensinou-me a chegar
Sedento de ternura
Sarou as minhas feridas
E pôs-me a salvo para além da loucura.
*
O meu amor ensinou-me a partir
Nalguma noite triste
Mas antes, ensinou-me
...
A não esquecer que o meu amor existe.

Jorge Palma

16 comentários:

Ni disse...

...
Há palavras que ganham significado quando colocadas nas mãos, estendidas, como asas de sorrisos de vento...
...
Sabes, 'Pescador', a ilusão do momento coloca brumas nas rotas do eterno. E eterno... só conheço o afecto.
Não lhe coloco rótulos... 'Amizade', 'Amor'... simplesmente porque o que se sente e que nasce na raiz da nossa essência... SENTE-SE... não se diz.
Partilha-se. Não se 'espartilha' em conceitos inventados por quem deles nada sabe.
...
Sorrio-te... pela ternura com que me tatuas os passos de luz e que me faz morder o lábio inferior (desde pequenina que faço isto quando me comovo...)...
...

Tu sabes o que é ser magoado.
Tu sabes o que é 'desistir' por dentro.
Tu sabes o que é fechar gavetas da alma e trancar lá dentro a parte mais bonita de nós.
Sei que sabes.
...
E há um momento, Pescador, em que todas as páginas de vida escritas se transformam em letras dissolvidas em água e sal... aquele mar que nasce nos olhos.

Porque se sente 'Errei todo o discurso de meus anos'... como disse O Poeta Camões.
...

E eu errei.
Errei...

Encolho-me na minha pequenez... para me transmutar...
Necessito renascer. Se as deusas das marés e do ventos assim mo permitirem.

...

Gosto-te.
...


Deixo-te um poema e o meu abraço de vento...

...
Quem sabe se amanhã verei ' a praia' onde a madrugada espelha a luz perdida?
Quem sabe... se a tua barca me mostrará que 'SER' independe de ventos contrários... e que apenas a força da verdade nos embala?

...

Obrigada. Por TUDO. Pelo TODO que me sabes porque «me leste» , sobretudo no que nunca disse a ninguém...


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
«Danço nas asas da memória, livre...
(...)
E sinto no olhar... o gotejar das rosas vermelhas que nunca me deste...
Mas que plantei dentro de mim... para que a ausência não as magoe...
Abriguei-as, nelas embrulhei o teu nome, para que o vento da música inacabada não gele a lua que coloquei na tua caminhada...
Apenas a ternura do ser mulher perdura...
mais nada...
(...)»

Nin@

miss 15 disse...

Tens o condão de te saber rodear de pessoas que dizem coisas tão bonitas como tu. Acho que é um dom. O poema do Jorge Palma é muito bonito, o que a Ni diz também e, finalmente, o que tu dizes também. Mais uma vez estás igual ati próprio.

Cristina disse...

Ler-te leva-me mais longe...
O sentimento flui de ti para os outros e isso é um dom! Parabéns Pescador! Ainda bem que existe o sentimento que nos ensina - umas vezes a doer - que, de facto, o amor existe.

Aran disse...

Este post só demonstra o quanto tens uma grande alma e do tamanho do mundo... nuncas te esqueças disso!!! ;) Um beijinho grande

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ruby Sackville-Baggins disse...

:D

Mary Lamb disse...

És um amor, tu!
Olha.... o suculências voltou a ser o que era. desculpa a trabalheira.

Anónimo disse...

"Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência!

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade!

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio!

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente... Isto é um princípio da natureza!

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância!

Solidão é muito mais do que isto...

SOLIDÃO é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos, em vão, pela nossa Alma!"

*********

Navegar nas tuas palavras, Pescador, faz-me não me perder de mim... Que bom!

Um beijo doce
da recente gaivota... do teu mar
Céu

Pescador disse...

meNINA: É estranho escrever assim depois de saber que que ainda voas por aqui... quando este momento tinha sido de despedida !! Escreves como uma Deusa, uma Deusa de palavras,
Pintas beleza... mesmo a tristeza nas tuas mãos goteja pingas de delicia, e um brilho que me provoca admiração.
Agora sim, agora percebo a tua dor, e cresce em mim a admiração por ti mulher-amor, mulher-mãe, mulher, simplesmente mulher !!
Hum, parece que te vejo a mordiscar esse teu lábio inferior
Resnasce minha querida, mas não te atormentes... pois não erraste... amar não é um erro..., o
erro não foi teu ...
Abraços doces !!
Pescador

Pescador disse...

Miss: Tens razão Miss, acho que tenho mesmo esse dom... e tu és a prova ;-) !!
Jinhos doces !!
Pescador

Pescador disse...

Cristina: Era tudo tão mais facil..., se os sentimentos fossem assim, como um "fluido" que corre ligeiro imitando um rio de água transparente... sem dor, sem amargura e rancor, apenas sentido !!
Gostei de te ver por aqui amiga cristina !!
Bjs doces
Pescador

Pescador disse...

Aran: Não sei se a tenho como tu dizes... mas tenho a certeza de que aqui, tenho amigas especiais, como tu,com uma alma enorme e um coração ainda maior
Jinhos para ti Mylady !!
Pescador

Pescador disse...

Anonymous: ... sem paciencia para aturar ... desculpem a linguagem, estas merdas !!
Pescador

:-(

Pescador disse...

Ruby : Jinhosssssssssssssssssss
docessssssssssssssss
e sentidossssssssssssssssss
Pescador

Pescador disse...

Mary: E tu também minha querida..., embora ultimamente não mereça essas tuas palavras...
porque não te tenho visitado :-(
... vamos lá ver se esta semana consigo ir lá as tuas suculências
deixar umas letras e umas palavras ;-) !!
Bjs doces minha querida !!
Pescador

Pescador disse...

Gaivota: Uau... que partilha... tenho um poema aqui na barca que fala de solidão..., mas de uma
forma distinta daquela que tu por aqui deixas hoje..., ou talvez não !?!?
Caramba minha doce gaivota, já devias ter começado a comentar à mais tempo... deixaste-me aqui
uma pérola que eu vou guardar com carinho no bau de tesouros que guardo no porão desta barca !!
Bjs doces ... especialmente doces por sei que gostas deles assim, docessssssssssss !!
Pescador