segunda-feira, agosto 28, 2006

De volta.... ao mundo dos vivos !!

Querem ouvir um segredo...

schiuuuuuuuuuuu...

ouçam...

" Through the mirror of my mind

Time after time

I see reflections of you and me "

+

" (...)

Estes são as últimos sons que derramo sobre uma folha de papel. Um a um, eles voam e sei que nunca mais voltam.
Posso deixar que o vento leve tudo sobre aquilo que vi, tudo aquilo que senti, até mesmo tudo aquilo que nunca existiu, mas duvido que haja tempo.

(...) "

+


" Agora está tudo acontecer com demasiada rapidez, e não consigo encontrar mais folhas…, e o fim é já na página seguinte."

+























+


(...) Não espero que me compreendas nem que entendas.
Tu não o sentiste e, mesmo que o tentasses, não conseguirias imaginá-lo. Estas são as minhas últimas palavras. Um pontão que existiu ali, hoje já não existe. A praia por onde caminhamos ontem, foi hoje engolida pelo mar .
Até o clima rege-se pelos caprichos de uma criança. Hoje chuva, amanhã neve. Ontem nevoeiro, para semana calor. Dias de vento, seguidos por dias de quietude….

(...)

+

+

" ...

(...)
Depois de algum viver, aprendi a não tomar nada como garantido. Fecho os olhos por um momento, viro-me para olhar para uma flor, e a coisa que estava à minha frente desapareceu de repente. Nada dura, percebes, nem mesmo os pensamentos dentro de mim. E talvez não deva desperdiçar o meu tempo à procura deles. Uma vez que uma coisa desaparece, é o seu fim."

+


" Lembro-me do que ela me disse antes de eu ter nascido. O Amor tinha desaparecido, disse ela, e, independentemente da intensidade com que eu o procurasse, jamais o encontraria. Foram estas as suas palavras. E depois eu disse-lhe que não me interessava o que ela dizia, que eu ia encontrar o Amor. A seguir embarquei naquele terrível viagem e deixei-a. Há quanto tempo foi isso ? Já não consigo lembrar-me. Anos e anos, acho eu. Mas é apenas uma conjectura. Não tenho ilusões quanto a isto. Perdi a minha orientação, a minha humanidade, e nada alguma vez ma restituirá."
+


*

" (...) Uma coisa é certa. Se não fosse pelo meu ódio, não seria capaz de continuar. Tenho sempre que desejar o mais que puder. Querendo mais, só me contento com mais ainda, e quanto mais precisar, mais forças terei para o obter. É isto que ser homem nos faz. Faz com que eu queira viver, e ao mesmo tempo tenta arrebatar-me a vida. Não há fuga para isto. Ou tu te aguentas ou não. Se aguentas…, não podes ter a certeza de o conseguires da próxima vez, embora para mim, cada vez pareça ser mais fácil. Se não aguentas…, nunca mais o voltarás a ser, e morres…, sozinho no meio de uma multidão de máscaras."

+

(...)


" Não sei porque estou a escrever-te agora. Para ser honesto, poucas vezes pensei em ti, nestes últimos dias. Contudo, depois de todo este tempo, sinto que há qualquer coisa para dizer escrevendo e, se não a escrevo rapidamente, rapidamente ela se perderá no que fica para trás. Não importa se vais ler esta carta. Nem sequer me importa se a vou mandar. Talvez tudo se resuma a isto.
Estou a escrever porque tu estás longe e não sabes....
Nunca o soubeste....
Nunca o hás de saber….
Apenas eu sei que o amor...

... é teu para sempre.

Adeus Julieta
deste teu, para sempre, Pescador…."

Obrigado, P.A.

38 comentários:

A. disse...

(Quem sou eu...!?!
engraçado,agora até tenho vontade de te dizer quem sou eu ...
...voltei minha doce Askim... ao mundo dos vivos...e talvez um dia... quem sabe,eu volto a ter de novo a sorte de tocar num olhar onde a vida pulsa e rebola... e brilha e seduz ... e ama !!)
_________________________-

...é tarde.mas quero saber o que tens.parece que aqui terminou algo muito importante para ti.estás triste doce pescador?
Voltaste...saudades sim.que bom teres voltado.
Mas existe alguma coisa que me preocupa nas palavras que aqui deixas.Simplesmente lindas...mas cheias de uma tristeza profunda.
Não sei...será?
...é tarde.espero sempre por ti.e por tudo aquilo que terás para me dizer.
(Quem sou eu...!?!
engraçado,agora até tenho vontade de te dizer quem sou eu ...)

...eu espero.todo o tempo do mundo.
Um imenso abraço.
Bem vindo meu queridíssimo N.

Vampiria disse...

é para fazer inveja esse mar todo? ai, ai, o menino é mau! Welcome back, kiss

Anónimo disse...

Olá Pescador.
Estou contente que tenhas regressado. Espero que realmente tenhas descansado.
As fotos estão lindas. O texto: duro, mas lindo.
Começo a achar que o sofrimento existe para se puderem escrever assim textos tão belos!
´Não fiques triste porque quando um capítulo acaba, outro recomeça e se o livro acabou podes sempre pegar noutro.
Beijocas
Naninha

biga disse...

Olá! Voltámos: eu voltei, tu voltaste...outra viagem começará para nós nestas andanças pelo mar.Oxalá faças boa viagem e encontres um porto muito seguro para os revezes do mar. Quanto a mim, cá estarei neste mar vulcânico à espera das tuas visitas serenas. Beijocas

Musician disse...

É tão vir ao teu cantinho.
Escreves coisas que falam ao meu coração, adoro-te Pescador.

"Não chores pelas coisas terem terminado, sorri porque elas existiram" :)

Um beijinho*

Célia disse...

Olá Pescador,
Voltaste e partilhaste connosco mais um texto a transbordar de fortes sentimentos. É bom ler-te, é bom saber que és humano, que amas, que odeias, que sentes e que vives.
Parece-me que encerraste um ciclo na tua vida, então, agora um novo ciclo começa.
Que seja um ciclo cheio de Felicidade e Amor!
Beijo.

Aran disse...

E especialmente para ti... schiuuuuuuuuuuu... agora escuta... que sou eu… que te vou contar um segredo... ;)
...esta tua história de amor será sempre única e insubstituível... aconteceu num momento da tua vida, e com uma única, inigualável e especial pessoa... esse teu amor perdurará no tempo em ti e será sempre dela e para com ela... mas o para sempre...já pertence a um passado... que apenas vive no presente... como uma recordação de um tempo que já foi... e outros amores virão, não da mesma forma, porque também já não és o mesmo, e aprendeste a ver, olhar e a sentir de um outro jeito... mas não te esqueças e lembra-te sempre que o próximo ou próximos nunca o serão iguais… nem se poderão comparar ao que em tempos viveste... nem o queiras que assim o seja... mas nem por isso serão melhor ou piores, apenas diferentes e talvez mais maduros, mais conscientes... e especialmente com outro brilho, outro sentir e igualmente único no momento em que ele te surgir à tua frente... e quando menos esperares... ;) o amor virá de certeza e sempre diferente... ;) Um beijinho grande

V.Santos disse...

Lindo texto rapaz. Sobretudo pelo que deixa transparecer do teu conceito de conduta social. Também gosto desssa colecção de links que exibes aí ao lado, são troféus de caça?

Pescador disse...

Askim: Deixei-te algo no teu blog... bem no principio, num post sobre "significado"...
não sei se recebes mails a avisar dos comentários... por isso ...
...
...
foi...
uma espécie de funeral do qual fugi sempre...
mas não é que me sinta mal, não...,
talvez nostálgicamente triste ... e agora reparo nas tatuagens que tenho no corpo... ficaram realçadas lá embora...
...
como explicar as palavras !?!?
Esta carta "escrita a meias", foi uma carta de despedida...de raiva, de um clamor que nunca se deixou abafar no meu coração...
de um ódio que só consegue sentir quando se ama com todas as forças do ser...
desculpa, se pareço não fazer sentido
...
até à poucos dias não tinha medo...
...
mas agora, tenho medo...
...
mas sei que afinal o mar ainda lá está , o céu , o pontão...
a areia
;-)

...

Obrigado, mais uma vez por seres
alguém tão especial...
por estares ai...
pela palavra sincera ... pela forma como consegues colar um sorriso no meu rosto...
...
é suave a tua mão, sabias !!
...
Bjs simplesmente doces !!
Pescador

Pescador disse...

Vampiria: Olá doce Vampiria, que saudades... sentia falta disto tudo, de cada uma de voçês, daquilo que me deixam nesta barca...
saudades, muitas ;-) !!
Gostastes das fotos ?!? É uma arte que começei a desenvolver agora...
mas acreditas que lá embaixo, na Praia da Rocha ... a maquina parecia que tinha vida própria...
É bom saber-te que ainda andas por ai... ;-) !!
Beijocas docessssssssssssssss
Pescador

Pescador disse...

Naninha: Quem és tu !?!
Estranho, não me lembro da tua primeira visita por esta barca..., mas adoro sentir este "prazer" de te receber por aqui... a gentileza das tuas palavras toca-me de forma suave e doce !!
Desculpa se volto a perguntar... mas quem és tu doce persoangem !?!?
Gostei da analogia...
;-) !!
Beijocas doces, muito docesss !!
Pescador

Pescador disse...

Biga: Hum, hoje é dia de matar saudades, ou de ir começando a matá-las...
é tão bom ver-te menina das ilhas com nome de Anjo ;-) !!
Vamos levantar âncora !!??
Vamos lá..... ;-) !!
O mundo espera-nos... ;-) !!!
Bjs doces minha querida menina
Pescador

Pescador disse...

Musica: És única sabias... como um pequeno anjo que voga por entre nós... tocando-nos com carinho e uma imensa doçura !!
És um ser de magia... e eu amei a música... e imaginei que este mundo podia ser um local assim ,
melhor, cheio de pessoas como tu, pessoas lindas e genuinas, com uma alma real e um coração cheio de amor !!
É tão bom receber-te !!
Honra-te meu pequeno ser ....
Beijocas doces, muitas, muitassssssssssssssss !!
Pescador

Pescador disse...

Célia: O ciclo já findou à muito minha doce Célia... e o dificil não foi aceitar o seu fim...o dificil foi voltar acreditar que é possível...
;-) !!
Bjs doces ;-) !!
PS: Para o ano talvez visite a tua ilha ;-) !!

Pescador disse...

Aran: Mais uma vez se me permites...
...

"Olá Mylady !!
Foi um fim de um ciclo doce Aran ...
Foi um turbilhão de sentimentos minha querida, tu nem imaginas ... parece que aquela praia tem o dom de dar vida ao Pescador, o dom de o trazer de volta ...
Talvez o meu ultimo post não fale tanto de amor como tu pensas.. ou sentiste, fala de um fim, que já o foi à muito tempo..., de um ciclo que á muito findou... é mais uma crónica em forma de uma carta que foi de despedida...
sabes, é como um funeral do qual tentei fugir sempre...
mas agora acabou,fim...
e o engraçado foram as fotos, tão belas...
mas este post é também... receio
fala de medo...
medo de ficar preso a um mundo pequenino..
medo de abrir asas e voar em direcção a um céu imenso...
eu sei que não sou feliz.. mas também sei que não sou infeliz ...
este limbo acolhe-me e aconchega...
até quando !?!?
Não sei...
amanhã !?!?
daqui a seis meses !?!?
daqui a um ano, dez anos... !?!?
para sempre !?!?
Sinto-me adormecido !!
Obrigada por seres quem és Aran..., por estares ai, pela partilha ....
pelas palavras, as tuas....
sei que talvez nunca te irei conhecer pessoalmente...
mas sabes uma coisa gosto muito de ti, és bela e doce !! Serena e meiga !!(...) "
...
Obrigado... ;-) !!
Bjs doces, muito doces, sentidos, muitossssssssss !!
Pescador

Pescador disse...

V.Santos: Hum, o que dizer !?!?
conduta social !?!?? :-(
Troféus de caça !?!? :-(
As tuas palavras honram-te...
fica bem
Pescador

Drops disse...

Será de ti que tenho saudades pescador?

das nossas cartas sinceras?

do meu silencio sempre demasiado longo? do teu carinho interminavel?

será pescador, tão simples como deixar umas palavras perdidas num monitor, e que alguem mais tarde vai ler?

será que um dia a incoerência passa, e tudo começa a fazer sentido?

tenho saudades, só não sei de quê... de mim provavelmente, mas tuas de certeza.

beijo enorme
Drops

Aran disse...

E lanço ao mar... na esperança, que chegue de encontro à tua barca... uma garrafinha onde leva uma carta/resposta, e talvez um pouco mais... ;)

Bem vindo... Pescador!
Eu compreendi que era uma despedida, um fim dum ciclo doce [eu diria antes agridoce!!!] ;)... um funeral, um enterro... de um fim que já o fora... mas no qual, não estavas preparado para o aceitar como tal... e que agora chegado o momento... sobeja a "ressaca" consequente dum turbilhão de sentimentos... aquela dormência... o estar adormecido... mas e paralelamente com tudo isso, assoma-se... a ansiedade, o medo... do que estará para vir... as perguntas sem respostas... Relaxa, relaxa... o corpo e a mente... não penses, não te tortures... e deixa as coisas fluirem suavemente ao sabor do vento... E agora um aparte... ;) já experimentaste fechar os olhos e sentires o vento na face... e apenas concentrares nisso... como as crianças o fazem... de sorriso estampado no rosto!!!! Apenas tão simples quanto isso... ;) é assim... devagar... suavemente, sem pressas... sentindo apenas as pequeninas e simples coisas da vida... descontraidamente... que tudo acontece... ;)

Um beijinho grande... e obrigada por tudo [pela música e pelo carinho...]

PS: é engraçado mas já é a segunda vez que me dizes: “sei que talvez nunca te irei conhecer pessoalmente...”

Ni disse...

«(...) Nada dura, percebes, nem mesmo os pensamentos dentro de mim.(...)»

...

Tudo dura exactamente o tempo em que permanece na memória.

Talvez... tudo dure exactamente o tempo necessário para que 'nada fique por cumprir' e se dê um passo ou se estenda a mão... ou se envie um olhar... ou uma palavra... ou uma música... ou um pensamento... até ao trilho que nos conduzirá até à encruzilhada seguinte, onde tudo se repetirá... mas nunca da mesma maneira.

...

Ciclos.
É bom apercebermo-nos deles. Do seu terminus. Para que não nos tornemos prisioneiros de nós mesmos, carcereiros da memória do que foi.
...

Tu és.
Então... sê. Agora. Porque quem se cruzou contigo seguiu em frente, na direcção oposta à tua, e os vossos horizontes são diferentes.

Sabes, suave N., não ser feliz não pressupõe mesmo que sejamos infelizes...

Sorrio tracinho te.

Abraço de vento...

Ni*

Anónimo disse...

Toma lá um beijinho...

Patrícia

Palavras em Mim disse...

nada acaba. . .apenas passam a existir dentro de nós. dentro de um mundo onde tudo ganha vida novamente!
Tive saudades tuas Pescador, das tuas palavras, que só tu nos sabes oferecer.

Um beijo grande

Palavras

Pescador disse...

Olá Anjo !!
É bom saber por ai minha doce menina..., tenho saudades tuas R., muitas, tantas... sabes, ... tu és especial...
não te encontrei num qualquer blog, nem ao desengano aqui vieste parar... descobri as tuas palavras em outro lugar e fui ter contigo e tu abriste a porta e deixaste-me entrar !!
Também eu tenho saudades das cartas que trocamos e que por nossa culpa se foram espaçando no tempo !!
Já visitei o teu canto e li o teu ultimo post... não comentei porque sabia que então as palavras não seriam as certas...
não percebo essa barreira que crias à tua volta !?!? ...
porque te afastas e afastas quem dela se aproxima ...!?!?
Porém percebo porque tens saudades de ti !!! ... porque tu és uma pessoa generosa e guerreira que se esconde atrás de uma montanha de receios e medos..., e no entanto tu és tão forte !!
Sabes,mesmo sem te ver... consigo vislumbrar os traços do teu rosto... o sorriso meio disfarçado mas entusiasmado..., a tua sombra pequena e o tom da pele já tão beijada pelo verão !!
Faz de conta que este bj que te deixo aqui tocou mesmo o teu rosto...
foi demorado, sentido e verdadeiro... suave e doce !!
Encontra-te meu pequeno Anjo !!
Beijocas
Pescador

Pescador disse...

Aran: Fico a espera dessa garrafa... sei que dentro virá um tesouro !!
“sei que talvez nunca te irei conhecer pessoalmente...”,
.... sabes, é um presentimento, mais vasto do que aquilo que percebeste... eu acho que nunca irei conhecer pessoalmente , qualquer uma das personagens que me visitam... nenhuma !!
Obrigado pelas palavras... por me veres... por sentires e .... por saber que tu estás ai e que me deixas encontrar-te ... obrigado !!
Beijos docessssssssssss
Pescador

Pescador disse...

meNINA: Tu consegues me ver não consegues !?!?
É assim que me sinto.... nem infeliz, nem feliz !!
Recolhido num meio termo...
Sinto-me meu perdido... talvez pela tomada de uma consciência que se encontrava abafada...
Vou tentar ser ...
mas sabes ...,
tenho medo...
medo de voar, medo de não ser capaz de voar...
...
mas voltei de um lugar mágico e sei que ...
que eu tenho asas ;-) !!
Beijocas docessssss pa ti minha menina de olhar doce e beleza rara !!
Pescador

Pescador disse...

Lua: Bigado ;-) !!!
Beijocas docesssssssss
Pescador

Pescador disse...

Palavra: Sentimento mútuo... minha querida.. talvez ainda não demonstrado porque voltei agora... voltei de longe, voltei de mim próprio... de um outro mundo ...
voltei...
ou talvez volte, aos poucos ...
devagarinho, pé ante pé ;-) !!
...
Beijocas doces e obrigado pela palavra(s) ;-) !!
Pescador

Célia disse...

Esta ilha maravilhosa espera por ti!
;)
Beijos Pescador.

maresia disse...

olá pescador!!
De regresso pelo que leio!!
Espero que fiques, gostei muito do que li!!
Beijinhos

Iruvienne disse...

bem vindo de volta =)
é bom saber-te por cá ***

Lucyflower disse...

Voltou com estilo heim? Lindo demais!

Anónimo disse...

eu ja disse que a palavras em mim é falsa

Viola De Lesseps disse...

Olá! Doce pescador.
Gostei deste teu refugio...deste teu porto que me abrigou por momentos. Que acolhedor. Senti-me em casa. posso fugir para cá sempre que quiser? :)

Um beijo carinhoso

Viola L.
xx

Pescador disse...

Célia: Hum..., parece que quando visitar a ilha, vou ter uma guia para os seus segredos !!
Bigado linda ;-) !!
Beijocas doces
Pescador

Pescador disse...

Maresia: Olá maresia... hum, de regresso, mas esgotado, e acredita que cheguei com pouca vontade de
continuar..., mas parece que essa fase está a passar...e obrigado pelas tão gentis palavras... por vezes elas são aqui, como afectos que afagam o meu rosto..., a sério ;-) !!
Jinhos doces
Pescador

Pescador disse...

Iruvienne: E acredita que para mim, agora, neste momento, é óptimo saber-te aqui, por aqui...
Bigado pela visita, pela partilha... por aqui estares !!
Beijos
Pescador

Pescador disse...

Lucyflower: Bigadooooooooooooooooooooooo !!
Beijocas doces para ti também...
e desculpa se me pediste alguma coisa e eu não disse nada :-( !!
Jinhos, muitosssssssssssssss
Pescador

Pescador disse...

Anónimo: Já estou a começar a perder a paciência com estas "birras de crianças" !!
Já experimentaste ir brincar com outra qualquer !?!?
....

Pescador disse...

Viola L.: Sempre minha querida... "mi casa tu casa"... esta barca é tua também
por isso mesmo és sempre bem vinda...
Bigado pelas palavras de carinho e pela doçura do teu beijo ;-) !!
Beijocas doces
Pescador