sábado, setembro 15, 2007

Prostitut(a) !?!?









Num copo de vinho frio fica o conforto
É o cristal que lhe diz para não chorar
Deitada espera que se venha rápido o porco
Em lábios fechados vazios a secar


Mas a noite está lá para lhe lembrar
Das mãos sujas que lhe tocam a medo
Dos olhos negros que lhe tentam magoar
Com o poder da posse que lhes dá o ego








Mas o quarto vazio é agora o único amigo
E o final da noite um quente cobertor
As notas deitadas na cama são o inimigo
Deixadas pelo Juiz e pelo Sr.Professor



O dinheiro não lhe trouxe a liberdade
Passou a ser apenas um disfarce a usar
Para que ela não pense na possibilidade
De se estar a vender ou a deixar comprar




Perder a alma não é vida para uma jovem
Mas é tudo uma questão de sorte ou azar
Pois a mulher que se vende a um homem
Espera sempre,
que ele
nunca
a consiga comprar

6 comentários:

Aran disse...

Curioso este teu post!!!
Sociedade, homens e rótulos... ;)
Não é o dinheiro que dá a "liberdade", mas sim a forma como este é usado/aplicado... para quem o realmente tem... ;)
Mas voltando ao "título" do teu post... quanta verdade!!!
Um beijinho grande

Mary Lamb disse...

As coisas que eu vi estas ferias... Deixaram-me muito que pensar em relacao a este assunto...


Sabes que o Ossos parou? Continuo no suculencias e podes passar no Ovelha Negra, se te apetecer.

beijos,
Dee

Aran disse...

Oi... ainda não recebi mail nenhum! :|
Já mandaste?!?!?
Bom final de domingo e o começo de uma boa semana.... kisss

Anónimo disse...

Tema tãoo marcante, tão forte, tão quotidiano. Como mulher é algo que me fere e ao mesmo tempo me doi pela dor que imagino nessas pessoas. Confirmo que muitas outras sofrem de outras formas, mas como dizes e bem é tudo uma questão de sorte, de circunstância. Tudo o que sinto se resume à última frase. Por quanto se vende uma alma? Quando morre a esperança de nunca nunca se chegar a perdê-la?
Dificeis vidas que passam ao nosso lado sem que possamos ao menos partilhar com elas a nossa solidariedade.
Um beijinho mimoso ;) Pandora

Pescador disse...

Aran: Desculpa lady, mas o meu mail anda maluco..., vamos lá ver se te mando-o amanhã ;-) !!
Beijos docesssssssssssss
Pescador

Aran disse...

Ok, qd chegar chegou...
E já agora um pormenor apenas... creio que elas apenas vendem o seu corpo, não a alma... mas isso acaba por lhes matar a alma... ;) E creio que não existe preço que faça recuperar o bem mais valioso que se perdeu...
Beijoka e bons sonhos...