segunda-feira, junho 15, 2009

Sabes, ...



Sabes,
noites há
em que ainda sonho contigo
com esse teu sorriso
nada fingido
com esse teu cabelo
rebelde e belo
agarrado pelo vento
e lamento
não ter aconchegado
o meu no teu ombro
não ter procurado
refúgio no teu peito
de seios adivinhados
entre linhas rudes
onde um perfume ausente
estava sempre presente
como um sonho
delicado e belo...









Sabes,
noites há
em que fico acordado
e sinto falta
de quando mergulhava
no teu olhar
fundo como o mar
limpido como o céu
sem véu nem nevoeiro
inteiro na sua graça
que voava sem direcção
para um horizonte
em forma de coração
onde uma ponte
nunca me deixou passar
para aquele lugar
onde o teu eu esperava
o que o meu eu guardava
em te querer amar









Sabes,
noites há,
em que sinto falta
da cor dos dias
das idas ao cinema
da pequena dos bilhetes
do estrangeiro na cerveja
da primavera amena
Sinto falta
da folha de papel
do copo com sabor a mel
dos segredos
ditos em silêncio
das tuas mãos
dos teus lábios
Sinto falta
do Saldanha e do Terreiro
do Paço e da Flamenga
da história que existiu
e da outra que sonhei
sinto falta de ti
e dela também
...





Sabes, ...



*


BANDA SONORA: Julieta Venegas - Me Voy

6 comentários:

Iruvienne disse...

sabes, uma vez escrevi qualquer coisa, rascunho de poema talvez, sobre a saudade do que já partiu e daquilo que nunca chegou a .. chegar.

é uma vida que se perde.. quando afinal já não se tem aquilo que se quis e projectou..


às vezes venho aqui e tal como hoje paro pergunto-me "quem és tu pescador?" não me pergunto por nomes, mas por caminhos.. que caminhos te fizeram escrever todas estas linhas..

ainda assim, e mesmo sendo mais nova, e muito menos ..sabedora, gostava de às vezes poder apenas te abraçar. um abraço daqueles de compreensão.

bjs doces para ti*

Pescador disse...

espera por um mail meu...
bjs doces menina-mulher
Pescador

Pescador disse...

acredita minha doce Iruvienne...
que as palavras por vezes abraçam...

;-)

Iruvienne disse...

catia_nk@hotmail.com

;)

Bruma disse...

E o sol ainda sorri! ;)

Sabes Pescador... tu tens o dom de transmitir, palavras, que de alguma forma, de um jeito ou de outro, alguém se identifica em algures no tempo...

Gostei muito, principalmente dos 2 primeiros trechos!

Um beijinho grande

PS: sabes tenho dificuldades em aceder ao teu blog! Não entendo!Para aqui chegar tenho que transferir 1º para o Pc e depois abrir!

Pescador disse...

acho que existem problemas no blogspot...
não sei...

;-) para ti Lady !!!
bjs doces
Pescador

PS: Estranho quando alguém identifica-se com o nosso passado...

;-)