quarta-feira, maio 30, 2007

O Crente da maldade...













Pecado daqueles
que calam a alma
Daqueles que a olhar,
ficam cegos
Parado ele ficou
e a criança não salva
Morrendo aos braços,
de uma cruz com pregos





















Perto de onde
o profeta foi rei
Passando pelas terras
da clara escuridão
Kali, Buda,
sacrifícios e mais não sei
E são tantas as vozes
sem voz e coração













Vergonha de ser
aquilo que sou
Pouca esperança em ser
aquilo que eu quero
São estradas e caminhos
aqueles por onde eu vou
Passo curto,
longa a distância,
e eu desespero














Hipócrita era Judas
e morre aí parasita
Pois eles em redor
são sempre uma multidão
Fica a vontade de partir,
fugir numa visita
Fechar os olhos,
mergulhar na escuridão













Queremos tudo
invocando a modéstia
Sou um crente
que seu deus insulta
Esperando da esperança,
uma qualquer réstia...
Nascida do prazer,
da maldade sem culpa















































NOTA: Sou agnóstico... , respeito todas as religiões, credos e crenças, mas como é fácil para o Homem desvirtuar a religião , reformular e reinventar a fé de uma pessoa... tudo para encontrar justificações e interpretações que permitam o inconcebível e o intolerável:




Extremismo
Inquisição
Fundamentalismo
Jihad




Sofrimento




Dor
Morte
Guerra
Irracionalidade
Ódio
Dogma
Mártir
...

4 comentários:

Incógnita disse...

De entre as coisas que não fazem sentido, a violência como resultado de uma fé será provavelmente a que ocupa o primeiro lugar do pódio.

Iruvienne disse...

sou cristã. mas não sou católica. faz sentido? espero que sim...
acredito no que Jesus defendia. no que ele defendia, tal como muitos outros já esquecidos defendiam. mas não acredito na igreja, como instituição.
consigo entrar numa igreja e encontrar nela um pouco de conforto, de calor humano. mas não consigo entrar nela, ficar para uma missa e acreditar nas palavras que o padre prega.

triste... o que o ser humano faz com os ideais.


foi tão bom vir aqui hoje. depois deste fim de semana soube a algo reconfortante. obrigada Pescador.
por excelentes palavras, boa música, por um sitio familiar.

***boa semana

A. disse...

...infelizmente.vive tão perto de nós.já aqui.nas coisas mais simples e puras.mesmo ao nosso lado...






beijo.imenso.

Aran disse...

Este post deve ter andado perdido no "mundo espacial" da net!!! Ou será que andas por tão longe que demorou 3 dias a cá chegar!?!?!?! ;)
Pois é... mas isso já se sabia há muito, mesmo muito tempo! E não é de hoje, nem de ontem... faz séculos... que assim o é!
Infelizmente arrastam com eles muitos inocentes... e como tudo evoluiu... o seu lado negro também...
"o que é que tu fizeste?!?!" ;) Lol! Apenas um trocadilho com a música! Boa escolha... gostei!
Beijinhos e inté...