segunda-feira, fevereiro 15, 2010

O Guilherme...
















Chegaste e não me disseste nada


e eu sorri com medo e perguntei

se tu eras um duende ou uma fada

e acordado contigo, eu sonhei





és um anjo que perde as asas

agora que o sonho passa a ser

porque a luz apaga as velas

que te guardavam do teu nascer





já és aqui sem eu te poder tocar

à margem de um mundo tão cinzento

que espera na cor do teu olhar

a luz que nos aquece por dentro





e fico aqui, na esquina da vida

à espera da bata pintada pela lua

que me trás a forma escolhida

de uma criança a brincar na rua













9 comentários:

Anónimo disse...

HELLO

tu tens um post, eu tenho a vida em reconstrução....

com as noticias das últimas semanas fiquei....
fiquei com os demónios todos acordados. estes demonios que já os pensava adormecidos para sempre.

preciso de ir tomar um grande café com a companhia do Pescodor.

beijinhos
miuda

Lady disse...

Olá!
Cá estarei na data provavel da sua inauguração! ;)
Jinhos e boa semana

Ni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ni disse...

Intensamente belo!
...
É o AMOR MAIOR!


Abraço embalado pelo vento... e com um sorriso do tamanho de uma lua azul...

Lady disse...

:)
Fantástico… que… nem sei o que dizer!!!
Sorrio perante essas imagens deslumbrantes…
Desculpa-me … fiquei comovida!
Os meus parabéns! A ti… papá … aos futuros pais…

Lady disse...

e esqueci... bjinhos e abraços

Iruvienne disse...

ooooooooh babei =D


ficou lindo este teu post

e a banda sonora já provocou mtas gargalhadas e mts "ooohs"
vai ser um miudo com um bom gosto musical desde pequeno =)

já disse que está lindo? =)
e que adoro o poema? ( ja sim mas shh)

bjos doces =D

isv13 disse...

Ahh Guilherme!! Agora a tua barca está bem mais rica! :-) Beijos grandes Pescador!! Eu também ando com a minha barba cheia e rica! :-)

Anónimo disse...

:)
Pandora