terça-feira, junho 28, 2005

A multidão que parte...


A multidão que parte... Posted by Hello

Eles partem sem olharem para trás
E levam nas mãos o sonho do mundo
Deixam-te sozinho num canto sem paz
Preso a um sonho triste e profundo

Eles passam pela mesma porta
E há muito que deixaram a janela
Levam nas mãos uma garrafa
E na alma… a imagem dela

Levam a água do poço
mas deixam-te ficar lá no fundo
Prendem a corda a um tronco velho e grosso
E escondem as nuvens do outro,
fazendo sinais com o fumo

Ficam a rir com palavras sem sentido
Privadas de perfume, ocas por dentro
Voltam a esconder as nuvens do mundo
Na vontade das suas bocas,
na ignorância do seu medo

E aquele que ficou para trás
na estação da vontade de partir
ficou agarrada a duas pás
que o levam agora
aonde as velas ... a outros fez ir

16 comentários:

Shadow disse...

engraçado... lembra-me a "Balada para os que partem" se não em engano da tuna de medicina:

"Este parte, aquele parte
E todos, todos se vão
Ó Terra ficas sem homens
Que possam cortar o teu pão.

Tens em troca orfãos e orfãs
E campos de solidão
E Mães que não têm filhos
Filhos que não têm Pais.

Corações que tens e sofrem
Longas ausências mortais
Viúvas de vivos-mortos
Que ninguém consolará."

=)

Anónimo disse...

Lindo!
Um beijo
Cris

Mirl disse...

Gostei=)
Embora n goste de partir ou de ver os outros partir...

beijo*

curiosa paixao disse...

Gostei! Apesar de não gostar de partidas e adorar as chegadas. Beijos

H. disse...

Realismo poético ao mal alto nível!
gostei gostei gostei. Toca-nos...

TMara disse...

um poema do desengano (na minha óptica)bem retratado. P.f. corrige a gralha no6º verso: Há e não à. As gralhas são terríveis....Bjs e;)

Aran disse...

Está magnifico... até fiquei sem palavras no seu sentir!!! beijinhos

sylpha disse...

Gosto mais das chegadas, as partidas nem por isso. Mas adorei esta tua descição muito bem concebida ;) Beijo enorme :))

Charlotte disse...

Lindo este post!!
partidas... :( Deixam-nos sempre com alguma tristeza e nostalgia...
Chegadas serão bem-vindas;)
Beijo doce*
Assim que tiver tempo mando o poema; não esqueci!!

Carla disse...

O que é preciso é ir... sempre em frente é o caminho. Beijo enorme...

miuda disse...

olá... gostei.... mas não gosto de partidas. ás vezes penso como é que serão algumas....
Beijos doces e salgados

mar disse...

pessoas q partem, pessoas q chegam, gente que não se conhece, gente q vai e vem, neste carrocel q é a vida.. Beijo e bom fim de semana

Anónimo disse...

E quando partem sem sair do mesmo sitio?...

Beijo grande, e doce
Drops

Pescador disse...

Este poema já tem uns anos e o esboço foi desenhado nos espaços brancos de um jornal, durante aquilo que me pareceu ter sido a mais longa viagem de metro que fiz até hoje... , durante todo aquele tempo, os meus olhos foram incapazes de deixarem de "perseguir" aquele olhar triste daquela mulher que sentava á minha frente !!
Bjs doces para todas
Pescador

Pescador disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Jacinta disse...

Não estou de partida.´Foi apenas uma passagem por este blog mas como a vida é sempre "uma passagem para a outra margem" eu posso muito bem cá voltar pork gostei muito deste blog. parabéns pela inspiração.