terça-feira, maio 17, 2005

"Surrealismo..."


... Posted by Hello

Primeiro vi-te num segundo
depois num minuto antes
escrevi-te um ah profundo
chamei-te de senhora Dante


E passas bem longe em redor
e há quem o veja e diga calado
que me fazes tudo por amor
num erro vagamente acertado


E vontade tenho em não fazer
o que faço com muita vontade
pois tendo quero não poder ter
o que tenho por ter saudade


E agora, que amanhã tudo acaba
num perfeito desejo errado
Escondido fico à vista de quem me olhava

odiando....
sem saber que sou odiado

5 comentários:

Charlotte disse...

Ui, mas que bomba poética e filosofica! É o que se pode chamar de «estrondo»; excelente!
Obrigada pela surpresa;)
Sabes que tenho sempre a impressão que não me és totalmente desconhecido...
Kiss my angel!

Pescador disse...

O mundo é pequeno..., tão pequeno por vezes..., "sinto-te" mais calma nos espaços que deixas entre as palavras..., é engraçado, um dia destes conto-te uma história sobre a palavra angel ;-) !! Bacio per te cara Charlotte !!

miuda disse...

acho q desta maneira vais conseguir que uma miuda começe a gostar e a entender a poesia. é preciso espírito para a coisa. preciso, se calhar, de tirar a "capa". mas ñ quero porque senão iria ser muito pior. as desilusões seriam ainda muitas mais... ;-(((( mtos bjos

Lana disse...

Gostei do todo e particularmente desta quadra..

"E vontade tenho em não fazer
o que faço com muita vontade
pois tendo quero não poder ter
o que tenho por ter saudade"

Pescador disse...

Miuda: A "Capa" , esse objecto estranhamente familiar..., que nos protege de quem nos pode magoar..., embora nos cegue por vezes, não nos deixando ver o sol quando ele brilha por entre as nuvens !! Jinhos... ;-)